Mostrando postagens com marcador Florestas Nacionais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Florestas Nacionais. Mostrar todas as postagens

Floresta Nacional de Capão Bonito | São Paulo

Floresta Nacional de Capão Bonito | São Paulo

Floresta Nacional de Capão Bonito | São Paulo
Bioma
Cerrado. Tipologia Vegetal: vegetação nativa.
Área de Tensão Ecológica (Savana/Floresta Ombrófila) - Mata ciliar (269,10 ha).

Área
4.344,33 ha.
Unidade de Uso Sustentável

Solos - Clima
Latossolo vermelho. Pertence ao grupo Cfa (Koppen), temperado de inverno úmido, com chuvas bem distribuídas o ano todo.
Temperatura Média: 19 a 20 ºC.
Precipitação: 1.200 mm/anual.

Araucaria angustifolia
Vegetação Plantada: Pinus elliottii (2.426,66 ha), Pinus taeda (13,67 ha), Pinus kesya (2,4 ha), Pinus caribea (11,60 ha), Araucaria angustifolia (1.003,40 ha), Ocotea porosa (15,70 ha) Eucalyptus sp (1,20 ha), Tabebuia sp (2,00 ha) e pesquisas da Embrapa (111,20 ha). Outras.

Fauna:
  • Observados: Mamíferos veado, quati, cotia, capivara, lobo, tatu.
  • Aves: sabiá, tico-tico, canário-da-terra, anu, andorinha.
  • Répteis lagartos e cobras (cascavel, jararacá, cutiara).

Acesso: Partindo-se da capital do Estado, São Paulo, pela Rodovia Castelo Branco (110 Km) até Sorocaba, desta pela Rodovia SP-270 (60 Km) até Itapetininga, desta pela Rodovia SP-127 (60 Km) ate Capão Bonito, daí pela Rodovia SP-258 (20 Km) no Km 241 a entrada da Flona.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

Floresta Nacional de Carajás | Pará


Floresta Nacional de Carajás | Pará

Floresta Nacional de Carajás | Pará
Floresta Nacional de Carajás | Pará

Localização
Núcleo Companhia Vale do Rua Doce - Parauapebas

Superfície
411.949 hectares.

Bioma
Amazônia 100%

Floresta Ombrófila Aberta 28%
Floresta Ombrófila Densa 72%

O Plano tem como base o diagnóstico do meio físico, biofísico e antrópico e seus produto principais serão o zoneamento interno da superfície e os programas de utilização, dentre os quais destacam-se:

  • A pesquisa, a lavra, a industrialização, o transporte e a comercialização de recursos minerais.
  • A promoção do manejo dos recursos florestais, desde que ecológica e economicamente viável.
  • A garantia da proteção dos recursos hídricos, das belezas cênicas, dos sítios históricos e arqueológicos e da biodiversidade.
  • Desenvolvimento de pesquisas científicas e de atividades relacionadas à educação ambiental.
  • As atividades de recreação, lazer e turismo (ecoturismo).

Após a concessão do direito real de uso da Área de Carajás e amparado por justificativas técnicas, o Governo Federal criou, ao redor da área de concessão, três Unidades de Conservação de diferentes categorias: Área de Proteção Ambiental do Gelado, Reserva Biológica do Tapirapé e Floresta Nacional do Tapirapé-Aquiri. Tais áreas, em conjunto com a Reserva Florestal de Carajás, formou um bloco contíguo em torno da Província Mineral de Carajás, conferindo-lhe as condições ideais de salvaguarda, com base na legislação aplicável às Unidades de Conservação.

A Floresta Nacional de Carajás é o primeiro exemplo de Unidade de Conservação do Brasil que engloba uma reserva de recursos minerais das maiores do mundo. São reservas gigantescas de ferro e manganês. O decreto de criação da UC ordenou um convênio para implantação da infra-estrutura de extração, firmado entre a Companhia Vale do Rio Doce, detentora dos direitos de lavra de Carajás, e o Ibama Nacional. O maciço de Carajás teve suas reservas de ferro inicialmente estimadas em torno de 18 bilhões de toneladas de minério de ferro, com teor médio excepcional de 66%. A região também apresentou reservas de manganês.

Floresta Nacional de Carajás | Pará
Relevo
A Serra dos Carajás é um pequeno maciço xistoso mineralizado, com 160 km de eixo maior e 60 km de largura, do norte para o sul. A despeito da complexidade de sua estrutura geológica, a Serra dos Carajás apresenta topos quase planos, com altitudes que variam de 620 a 660 m de altitude no máximo.

Floresta Nacional de Carajás | ParáClima
A Serra dos Carajás goza de umidade relativa e taxas de precipitação suficientes para manter a floresta equatorial úmida que originalmente a cobria. Entretanto, o clima é de tipo montano ou serrano amazônico, com temperaturas médias anuais girando em torno dos 21 a 22 ºC (em contraste com os 25, 26 ºC das áreas entre Marabá e Paraupebas). A amplitude térmica anual entre o mês mais quente e o mês mais frio não passa dos 3 ºC.

Floresta Nacional de Carajás | ParáFlora
A Serra era originalmente coberta por um continuum florestal que a revestia da base ao topo. A fitofisionomia majoritariamente predominante é a Floresta Equatorial de Terra Firme, com ocorrência de clareiras naturais com campos rupestres - originalmente cerca de 3 % da área total da Serra.

Floresta Equatorial de Terra FirmeFloresta Equatorial de Terra Firme

Floresta Nacional de Altamira | Pará

Floresta Nacional de Altamira | Pará

Floresta Nacional de Altamira | ParáFloresta Nacional de Altamira | Pará
Superfície
689.012 hectares.

Bioma
Amazônia 100%

Floresta Ombrófila Aberta 74%
Floresta Ombrófila Densa 23%

A Flona de Altamira é uma das portas de entrada para a Terra do Meio, situada entre os rios Xingu e Tapajós, no estado do Pará. Cercada por terras indígenas, a região possui uma das maiores áreas de floresta relativamente não perturbadas na Amazônia Oriental.

Macaco AranhaMacaco Aranha

A região é de importância crítica para a vida selvagem, abrigando numerosas espécies animais ameaçadas, incluindo onças, jacarés-açu, macacos-aranha, cuxiú da cara branca e tamanduás.

MognoMogno

As maiores concentrações remanescentes de mogno (Swietenia macrophylla) no Brasil estão localizadas na Terra do Meio e nas terras indígenas dos arredores.

A Floresta Nacional de Altamira é também importante para a proteção de comunidades indígenas situadas em suas proximidades, funcionando com zona-tampão para as terras indígenas Baú, Xipaia e Curuá.

Floresta Nacional de Altamira | Pará

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Floresta Nacional de Ritápolis | Minas Gerais

Floresta Nacional de Ritápolis | Minas Gerais

Localização
BR 394 Km 5 - Fazenda do Pombal - São João del-Rei

Superfície
89 hectares.
Uma das Unidades de Conservação do Ibama pertencia à antiga Fazenda do Pombal, que o Ibama está cuidando. A Fazenda do Pombal foi onde nasceu o Alferes Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes) e onde se encontram ruínas do engenho. Possui viveiro de plantas com vendas de mudas, mel, própolis, caminha ecológica com guia e casa de hóspede.

Floresta Nacional de Ritápolis | Minas Gerais
A Floresta Nacional de Ritápolis situa-se numa área de transição entre as regiões mineiras da Zona da Mata, Sul de Minas e Centro-Oeste, e sua composição vegetal inclui amostras da mata atlântica e do cerrado, além de campos limpos, matas ciliares e campos rupestres - o que oferece farto material a estudiosos da flora e da fauna. As pesquisas ocorrem através de acordos de cooperação técnica firmados com universidades e outras instituições.

Produção de Mudas
O viveiro florestal tem um estoque de cerca de 70 mil mudas, de quase 400 diferentes espécies - em sua maioria nativas da região. As mudas são vendidas a preços acessíveis, visando essencialmente a recuperação de áreas degradadas e evidenciando a exploração de produtos não-madeireiros como uma atividade sustentável que pode ser mantida em determinadas Unidades de Conservação. Plantas ornamentais também são produzidas, para arborização urbana em cidades que mantêm com a Flona acordos de cooperação mútua.

Tamanduá-bandeiraTamanduá-bandeira

Preservação da Natureza

Com a maior parte de sua área coberta por vegetação natural, a Flona de Ritápolis tem na proteção da flora, da fauna e dos mananciais hídricos um de seus principais objetivos. Diversas espécies de mamíferos (algumas ameaçadas de extinção) vivem na mata, nativa, tais como tatus, raposas, tamanduás, capivaras, lontras e lobos-guarás. Maritacas, jacus e tucanos, entre outras aves, são vistos com frequência.
www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

Floresta Nacional de Paraopeba | Minas Gerais

Floresta Nacional de Paraopeba | Minas Gerais

Floresta Nacional de Paraopeba | Minas GeraisRio Paraopeba
Localização
Coordenadas 19º 16' 19" S; 44º 24' 06" W
Município de Paraopebas - Minas Gerais

Superfície
200 hectares.

Bioma
Cerradão

Floresta Nacional de Paraopeba | Minas GeraisFloresta Nacional de Paraopeba | Minas Gerais

Floresta Nacional de Goytacazes | Espírito Santo


Floresta Nacional de Goytacazes | Espírito Santo


Floresta Nacional de Goytacazes | Espírito Santo
Localização
Coordenadas: 19º 23' 48" S / 40º 03' 42" W.
BR 101 Km 153 - Linhares

Superfície
1.380 hectares.

Bioma
Floresta atlântica de tabuleiros.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

Floresta Nacional de Sobral | Ceará

Floresta Nacional de Sobral | Ceará

Floresta Nacional de Sobral | Ceará


Localização
Junco - Sobral
Latitude: 3°41’ S. Longitude: 40°20’ W.
Distância de Fortaleza por Rodovia: 224 km.

Superfície
598 hectares.

Bioma
Caatinga

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br