Mostrando postagens com marcador Parques Estaduais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Parques Estaduais. Mostrar todas as postagens

Parque Estadual de Acaraí | Santa Catarina

Parque Estadual de Acaraí | Santa Catarina

Parque Estadual de Acaraí | Santa CatarinaLocalizado no município de São Francisco do Sul, o Parque Estadual Acaraí é uma ação prepositiva para o estabelecimento de uma política territorial direcionada, em especial, para o turismo e para o desenvolvimento regional.

Considerando que a Mata Atlântica é um dos biomas mais ameaçados do planeta e por isso as ações para sua preservação, recuperação e restauração são prioridades nas políticas de conservação de biodiversidade, a criação do Parque Estadual Acaraí representa uma conquista para todos os catarinenses.

Esta unidade de conservação com uma área aproximada de 6.667 hectares localizada na planície litorânea da ilha de São Francisco, somado o arquipélago Tamboretes, pertencentes ao município de São Francisco do Sul, é mais uma iniciativa governamental e da sociedade civil no sentido de garantir a preservação de áreas de valor cênico, de relevância em biodiversidade e do mais importante remanescente contínuo de ecossistemas costeiros em Santa Catarina formado pela restinga da Praia Grande, e de ampliar o conhecimento de nossa história pré-colonial e colonial.

Parque Estadual de Acaraí | Santa CatarinaO complexo hídrico existente nesta área, formado pelo rio Acaraí, que dá o nome ao Parque, nascentes do rio Perequê e lagoa do Capivaru, é responsável pelo abrigo, reprodução e alimentação de várias espécies aquáticas, que somado a Vegetação de Restinga e de Floresta das Terras Baixas do Domínio da Mata Atlântica, constituem local para proteção da flora e fauna, entre elas as endêmicas e ameaçadas de extinção.

A criação de um parque estadual é uma ação prepositiva para o estabelecimento de uma política territorial direcionada, em especial, para o turismo e para o desenvolvimento regional e a conciliação do processo de desenvolvimento municipal com a preservação ambiental em bases sustentáveis.

Parque Estadual de Acaraí | Santa CatarinaA necessidade de promover educação ambiental, propiciando por meio do contato das pessoas com a natureza, a sensibilização para a conservação dos recursos naturais e para o desenvolvimento de valores e atitudes compromitentes com a boa qualidade de vida, ratifica em muito a iniciativa de se criar unidades de conservação.

O apoio para criação e implantação do Parque Estadual Acaraí é oriundo dos recursos da compensação ambiental decorrente do licenciamento efetuado pela FATMA de uma Unidade da empresa VEGA do Sul S/A.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual da Serra Furada | Santa Catarina

Parque Estadual da Serra Furada | Santa Catarina

Parque Estadual da Serra Furada | Santa Catarina

O Parque Estadual da Serra Furada (PAESF) é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral criada em 20 de junho de 1980, por meio do Decreto nº 11.233, sua área é de 1.330 ha e abrange os territórios municipais de Orleans e Grão-Pará. Paisagens exuberantes da serra de Santa Catarina podem ser observadas nessa região.

Parque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaParque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaParque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaSituado nas escarpas da Serra Geral, o Parque Estadual da Serra Furada está ligado geograficamente, na porção oeste, à área do Parque Nacional de São Joaquim (49.300 ha), aumentando a área conservada e favorecendo a biodiversidade existente no local.

Parque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaParque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaO PAESF tem este nome devido a uma fenda arenítica com proximadamente 45 m de altura e 8 m de largura que pode ser vista a alguns quilômetros de distância. Essa fenda e o nome do Parque são muitas vezes confundidos com a Janela Furada, outra rocha também com um grande vão, avistada costumeiramente a partir do Morro da Igreja e pertencente ao Parque Nacional de São Joaquim.

Parque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaParque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaParque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaJanela Furada (PARNA de São Joaquim)

A geomorfologia do PAESF é caracterizada por relevo escarpado nas áreas mais elevadas juntamente com vales íngremes, evidenciados por forte erosão fluvial, o que remonta às formações geológicas da Serra Geral e Botucatu. Nas áreas onde predominam as rochas sedimentares, a superfície é caracterizada por formas de colinas arredondadas. Seu relevo extremamente acidentado, com altitudes que variam de 400 a 1480m, lhe confere grande beleza cênica, tornando o Parque um local de grande potencial turístico.

Devido a sua localização geográfica, a umidade relativa do ar é alta, em torno de 85%, resultando em uma pluviosidade anual média de 1500 mm. O Parque contribui para a preservação de inúmeras nascentes de córregos alimentadores de importantes rios locais, como do Minador que deságua no rio Laranjeiras e contribui para a sub-bacia dos Formadores do Tubarão e, dos rios do Meio e Braço Esquerdo que vão drenar para a sub-bacia do rio Braço do Norte.

Parque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaA formação vegetacional característica do local é a Floresta Ombrófila Densa, envolvendo as formações Submontana, Montana e Altomontana. Ressaltam-se ainda os tipos especiais de vegetação pioneira estabelecidos nos paredões rochosos extremamente íngremes (alguns verticais) da Serra Geral, denominados em seu conjunto como Vegetação Rupícola ou Refúgios Vegetacionais por estarem associados intrinsecamente a substratos rochosos.

A relevância ecológica do Parque Estadual da Serra Furada está relacionada à conservação de ambientes formadores do corredor florestal atlântico brasileiro pertencente a um dos biomas mais biodiversos e ameaçados do planeta, a Mata Atlântica. No estado de Santa Catarina, compõe a porção sul do maior contingente florestal contínuo representado pela Floresta Ombrófila Densa e compõe parte da zona núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. O PAESF protege significativo número de espécies florestais raras e ameaçadas de extinção, tipos especiais de vegetação de altitude e florestas primárias de relevante importância para a regeneração florestal local.

Parque Estadual da Serra Furada | Santa CatarinaQuanto à fauna, estudos iniciais feitos durante a elaboração do Plano de Manejo indicaram a presença de 174 espécies de aves, 10 espécies de mamíferos, 23 espécies de anfíbios, 14 espécies de répteis e 12 espécies de peixes.

No Parque há um vasto campo para o desenvolvimento de estudos e pesquisas que contribuam para o conhecimento da biodiversidade local e, estudos de alternativas para o desenvolvimento sustentável da comunidade do entorno, conferindo à área grande interesse científico.

O Parque Estadual da Serra Furada possui uma Unidade de Gestão instalada atualmente na CODAM (Coordenadoria Regional de Desenvolvimento Ambiental) de Tubarão.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro | Santa Catarina

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro | Santa Catarina

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro | Santa CatarinaParque Estadual da Serra do Tabuleiro | Santa Catarina

É a maior unidade de conservação no Estado. Ocupa aproximadamente 1% do território de Santa Catarina, com uma extensão de 87.405 hectares. Foi criado através do Decreto n° 1.260/75 e abrange áreas de nove municípios. Engloba também as ilhas de Fortaleza / Araçatuba, Ilha do Andrade, Papagaio Pequeno, Três Irmãs, Moleques do Sul, Siriú, Coral, dos Cardos e a ponta sul da ilha de Santa Catarina.

O Parque tem variada vegetação, reunindo cinco das seis composições botânicas do Estado. Começa no litoral, com a paisagem da Restinga, sobe a serra, alcançando o planalto em meio à vegetação dos Pinhais, passando, nessa transição, pela Floresta Pluvial da Encosta Atlântica, vegetação da Matinha Nebular e os Campos de Altitude da chapada da serra.

Dentre a vegetação formam-se rios e córregos que serão responsáveis pelo fornecimento da água potável utilizada pelos moradores de toda Grande Florianópolis. O Parque abriga a bacia do Massiambu. Isso quer dizer que o rio Massiambu se mantém dentro dos limites do Parque desde sua nascente, constituído por pequenos rios, também formados no local, até desaguar no mar.

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro | Santa Catarina
A sede do Parque fica às margens da BR-101, no município de Palhoça, a 40 km de Florianópolis, em direção ao sul do estado, foi reaberta novamente à visitação pública, após um período de reestruturação.

Criada em 6 de junho de 1978, ela abriga o Projeto de Restauração da Fauna Desaparecida da Baixada do Massiambu. O projeto pretende repovoar o Parque com animais que habitavam a área e que hoje ou não são mais vistos no local ou existem em pequena quantidade. Atualmente o programa tem 635 animais como a anta, a capivara, o marreco selvagem e a ema - todos da região - e o jabuti, a arara e o sagui, confiscados de caçadores e levados para o Parque.

Os animais ficam em semi-cativeiro para adaptarem-se ao local e futuramente serem soltos. Entre os já soltos destacam-se o pato selvagem, o ratão-do-banhado e a capivara. Além da adaptação, o semi-cativeiro também permite a reprodução natural.

Em 1997, por exemplo, nasceram 20 capivaras na área do projeto. Na sede destacam-se ainda um prédio com estrutura montada para o recebimento de visitantes inclusive com sala de conferências e um mirante em meio à mata de onde se pode observar o topo das árvores.

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro | Santa Catarina
www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual Rio Canoas | Santa Catarina

Parque Estadual Rio Canoas | Santa Catarina

Parque Estadual Rio Canoas | Santa Catarina

Criado pelo Decreto nº 1.871, de 27 de maio de 2004, localiza-se no município de Campos Novos, é uma unidade de conservação da floresta ombrófila mista ou floresta de araucária.

Sua área conta com aproximadamente 1.200 hectares. A área do parque foi adquirida pela Campos Novos Energia S.A. - Enercan e doada ao Governo do Estado de Santa Catarina como compensação ambiental pelo aproveitamento hidrelétrico de Campos Novos na Bacia Hidrográfica do Rio Canoas.

É uma unidade de conservação da floresta ombrófila mista ou floresta de araucária. A área do parque é de 1200 hectares e fica às margens do Rio Canoas, próximo à localidade de Barra do Rio Ibicuí, no município de Campos Novos. O parque ainda presenva muitas especies vegetais que estão em extinção, como a araucária, a imbúia e o xaxim. Foram encontrados ainda cerca de 350 espécies de animais.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual Fritz Plaumann | Santa Catarina

Parque Estadual Fritz Plaumann | Santa Catarina

Parque Estadual Fritz Plaumann | Santa CatarinaParque Estadual Fritz Plaumann | Santa Catarina

Criado pelo Decreto nº 797, de 24 de setembro de 2003, localiza-se no município de Concórdia, o Parque é a primeira e única unidade de conservação da floresta estacional decidual no Estado de Santa Catarina, abrange uma área de 740 hectares, foi criado como medida de compensação ambiental pelo aproveitamento hidrelétrico da Usina de Itá na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai.

O Parque Estadual Fritz Plaumann é uma Unidade de Conservação (UC) de proteção integral, administrado pela Fundação do Meio Ambiente (FATMA), estabelecido pelo Decreto Estadual n° 797 de 24 de setembro de 2003.

Parque Estadual Fritz Plaumann | Santa Catarina
Sua área de 741 hectares protege importante remanescente da Floresta Estacional Decidual (Floresta do rio Uruguai), sendo esta a mais ameaçada do estado de Santa Catarina. Aproximadamente 1/3 de seu território é constituído por uma ilha que se originou com a formação do reservatório da Hidrelétrica Itá. Está localizado inteiramente no município de Concórdia, região Oeste de Santa Catarina e foi criado para compensar os impactos ambientais gerados pela implantação da Usina Hidrelétrica Itá (UHEI).

O Parque teve seu Plano de Manejo aprovado pela portaria nº 082/05 de 13 de outubro de 2005 da Fundação do Meio Ambiente (FATMA). O Plano de Manejo é um documento técnico onde, com base em seus objetivos, contém o planejamento das atividades necessárias à gestão e ao manejo do patrimônio natural e cultural da Unidade de Conservação, assim como sua integração com a região do entorno.
Parque Estadual Fritz Plaumann | Santa Catarina

Tem sua origem no processo de licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica Itá, localizada na calha do rio Uruguai, no ano de 1990. Seu marco legal de criação é estabelecido na Resolução Conama nº 010 de 03 de dezembro de 1987, a qual determinava que para reparar os danos ambientais causados pela destruição de florestas e outros ecossistemas, o responsável pelo empreendimento deveria criar e implantar uma Estação Ecológica. Assim, no primeiro momento, em 1994, a Unidade de Conservação a ser criada foi enquadrada pelo IBAMA, órgão licenciador da UHE Itá, na categoria de Estação Ecológica. A então Estação Ecológica nunca foi criada e seu proposto nome Barra dos Queimados, ficou somente na memória de quem acompanhou à época o licenciamento.

Entre os anos de 2000 e 2001 o IBAMA repassa a gestão da área para o âmbito estadual. Com a aprovação da Lei Federal nº 9985/00, Lei que cria o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza - SNUC, cai a obrigatoriedade da categoria Estação Ecológica e abre-se o leque de opções para a criação de uma Unidade de Conservação do Grupo de Proteção Integral.

Os estudos técnicos que embasaram o Plano de Manejo concluiram que a categoria que mais se adequava à área era a de Parque Estadual. Em 2003, foi feita então consulta pública na Casa de Cultura em Concórdia, conforme preconiza a Lei do SNUC, para a criação do Parque Estadual Fritz Plaumann, nome que homenageia o naturalista alemão, radicado em Seara, Fritz Plaumann.

Parque Estadual Fritz Plaumann | Santa CatarinaFonte: Parque Estadual Fritz Plaumann

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual Serra dos Reis | Rondônia

Parque Estadual Serra dos Reis | Rondônia

Parque Estadual Serra dos Reis | Rondônia
Localização
O Parque Estadual da Serra dos Reis está inserido na parte sudoeste do estado de Rondônia, em uma área cuja rede de drenagem contribui para a bacia do Rio Guaporé.

Superfície
36.442 hectares

Bioma
Amazônia 100%
Floresta Ombrófila Aberta 100%

As unidades geomorfológicas de relevo do Parque são o pediplano centro-ocidental brasileiro e o planalto dos Parecis, com altitudes que variam de 100 a 400 metros. Os solos mapeados são das categorias latossolo amarelo e solos litólicos.

Flora
Com relação à flora, predominam as flrorestas ombrófilas abertas nas áreas planas, com muitas palmeiras e diversidade considerada baixa para padrões amazônicos, e florestas mais densas nas áreas de solos hidromórficos.

Parque Estadual Serra dos Reis | RondôniaFauna
Avaliações ecológicas rápidas registraram 152 espécies de aves e 24 de mamíferos. Há necessidade de levantamentos mais completos, que incluam a herpetofauna e os invertebrados locais.

Parque Estadual Serra dos Reis | Rondônia
www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual da Serra dos Parecis | Rondônia


Parque Estadual da Serra dos Parecis | Rondônia

Parque Estadual da Serra dos Parecis | Rondônia
Parque Estadual da Serra dos Parecis | Rondônia
Superfície
38.950 hectares

Bioma
Amazônia 100%

Floresta Estacional Semidecidual 7%
Floresta Ombrófila Aberta 74%
Savana 19%

Parque Estadual das Auracárias | Santa Catarina

Parque Estadual das Auracárias | Santa Catarina

Parque Estadual das Auracárias | Santa Catarina

Bioma
Floresta de Araucárias

Área
612 ha.

Unidade de Proteção Integral

Um dos últimos redutos de araucárias no Oeste do Estado de Santa Catarina, a Fazenda São Domingos, interior do município de São Domingos, na divisa com o Paraná, foi transformada no mais novo parque florestal do Estado - o primeiro dedicado exclusivamente à mata de araucária.

O local conta com pelo menos 10 mil árvores, remanescentes de reservas nativas e plantios promovidos pela fazenda, que mantinha uma indústria madeireira. Um grupo de biólogos constatou a existência de 227 espécies de aves e 24 espécies de mamíferos, muitos deles em extinção, como o gato-do-mato e o negrinho-do-mato. Na parte vegetal, além das araucárias (Araucaria angustifolia) e de outras espécies de árvores nativas, a reserva abriga dezenas de exemplares de xaxim (Dicksonia sellowiana), também ameaçada de extinção.

Parque Estadual das Auracárias | Santa CatarinaO objetivo da criação dessa unidade de conservação é ajudar a evitar o desaparecimento das florestas de araucárias. Essas árvores já dominaram as terras da região, mas foram quase dizimadas, em pouco mais de 80 anos de extrativismo.

Pelos cálculos da Fatma, da cobertura original existente nos três Estados do Sul, apenas 5% das araucárias ainda resistem, e apenas 0,22% estão protegidas em parques.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual Vila Rica do Espírito Santo | Paraná

Parque Estadual Vila Rica do Espírito Santo | Paraná

Parque Estadual Vila Rica do Espírito Santo | Paraná

Localização
Região Sul
Estado Paraná
Município de Fênix

Bioma
Floresta Atlântica e Floresta Estacional Semidecidual

Área
353,86 ha

Criação
Decreto 17.790 (17/06/1965)

Unidade de Proteção Integral

Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo: Primeiro Parque Estadual, contém as ruínas de Vila Rica do Espírito Santo, tombadas pelo Patrimônio Histórico em 1948 pela Lei Estadual nº 33.
Em 1965 a área foi declarada Reserva Florestal Estadual por meio do Decreto nº 17.790 de 17 de junho de 1965, que foi transformada em Parque pelo Decreto Estadual nº 6.125 de 16 de fevereiro de 1983, sendo denominada atualmente de Vila Rica do Espírito Santo.

Com uma área de 353,68 hectares, preserva um dos últimos remanescentes da pujante floresta tropical, muito rara em toda a região. Refúgio de raros exemplares da fauna e flora, a floresta abriga da extinção o Urubu Rei, a Juruva, o Gavião Carijó, o Jacu, e outras espécies.

Villa Rica foi a terceira comunidade fundada por espanhóis no oeste do Estado e recebeu este nome porque os espanhóis confundiam os cristais de rochas (ágatas), comuns na região, com pedras preciosas. Ali os índios foram pacificados e catequizados pelos jesuítas espanhóis, viviam do cultivo de alimentos e da extração da erva mate, até serem dizimados pelos bandeirantes.

Urubu ReiUrubu Rei

Os padres que resistiram foram chacinados, as aldeias foram queimadas e os índios que sobreviveram escravizados. Assim terminou o domínio espanhol em toda a região que lhes fora conferida pelo Tratado de Tordesilhas, que colocara o atual território paranaense, a oeste de Paranaguá, fora dos limites da coroa portuguesa. As bandeiras paulistas aumentaram o território brasileiro, mas o preço desse progresso foi alto: apenas os trabalhos manuais dos índios sobreviveram para contar esta história.

Na década de 1920, Andrade Muricy visitou as ruínas da vila, produzindo eloqüente relato. As ruínas da Vila Rica foram tombadas pelo Patrimônio Histórico. Além da beleza da floresta, dos animais e plantas encontrados nas trilhas o parque dispõe ainda de: museu com achados arqueológicos; centro de visitantes; lagos; quiosques.

O Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo (PEVR) foi criado em 1955 em função do seu valor histórico e arqueológico inestimáveis, pois ali estão localizadas as ruínas de Villa Rica del Espiritu Santu, uma das 16 comunidades jesuíticas espanholas fundadas nos séculos XVI e XVII, e que deram origem ao seu nome.

JuruvaJuruva
Gavião carijóGavião carijó
JacuJacu

Quem coordena as escavações e pesquisas nos sítios arqueológicos do parque é o Museu Paranaense. Parte das cerâmicas e artefatos dos índios Guarani encontrados no local é exibida no museu que funciona dentro do parque. A região foi tão movimentada que até hoje é possível encontrar fragmentos e até objetos indígenas inteiros nas plantações e margens dos córregos na região. Como foi o caso da urna funerária encontrada há 15 anos com o esqueleto, incluindo os dentes de ouro do falecido. Hoje a urna encontra-se exposta no museu do parque, junto com outros objetos da redução que ocupava uma área urbana de 300 mil metros quadrados.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual Serra da Baitaca | Paraná

Parque Estadual Serra da Baitaca | Paraná

Parque Estadual Serra da Baitaca | Paraná
Bioma
Floresta Atlântica.

Unidade de Proteção Integral.

Esta unidade de conservação abrange parte dos municípios de Piraquara e Quatro Barras, totalizando 3.053,21 hectares. Tem por finalidade garantir a conservação da diversidade biológica ali existente, além da manutenção da qualidade da água.

A Serra da Baitaca está coberta em sua grande parte pela Floresta Ombrófila Densa em transição para a Floresta Ombrófila Mista. Da Serra da Baitaca faz parte o morro Anhangava, considerado o mais importante Campo Escola do montanhismo paranaense, e um dos mais importantes do Brasil.

Parque Estadual Professor José Wachowicz | Paraná

Parque Estadual Professor José Wachowicz | Paraná

Parque Estadual Professor José Wachowicz | ParanáParque Estadual Professor José Wachowicz | Paraná

Bioma
Floresta com Araucária.

Área
119,05 ha.

Unidade de Proteção Integral.

Com área de 119 hectares, no município de Araucária, a nova Unidade de Conservação abriga o mais importante remanescente original da Floresta de Araucária da Região Metropolitana de Curitiba. Alguns exemplares de araucária contam com altura superior a 25 metros e diâmetro superior a 40 centímetros.

Outra característica que eleva o mérito do parque é sua localização, próxima ao rio Iguaçu, oferecendo assim garantias de conservação a outro importante tipo de vegetação - as várzeas do rio. O nome do parque é uma homenagem ao professor José Wachowicz, que durante toda a sua vida conservou esse núcleo de pinheiros, uma herança deixada pelo pai.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org

Parque Estadual Mata São Francisco | Paraná

Parque Estadual Mata São Francisco | Paraná

Parque Estadual Mata São Francisco | Paraná
Localização
Município Cornélio Procópio e Santa Mariana

Bioma
Floresta com Araucária

Área
832,58 ha

Criação
Decreto 4.333 (05/12/1994)

Unidade de Proteção Integral

www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org

Parque Estadual Mata dos Godoy | Paraná

Parque Estadual Mata dos Godoy | Paraná

Parque Estadual Mata dos Godoy | Paraná

O Parque Estadual Mata dos Godoy é uma das últimas reservas naturais de mata nativa do norte do Paraná. Pertenceu à família Godoy até 1989, quando foi transformada em Parque Estadual. Possui 675,70 hectares e localiza-se no Patrimônio Regina à 15 km de Londrina. A área abriga espécies animais e vegetais em extinção como, por exemplo, a peroba, o cedro, o pau-marfim e diversas espécies de canelas.

A estrada até a mata é asfaltada mas encontra-se numa região de muitos morros, tornando o percurso de certa forma cansativo.

Na mata é permitido o percurso de duas trilhas na parte do parque denominada "Projeto Madeira".

Parque Estadual Mata dos Godoy | ParanáUma trilha pode ser percorrida sem guia (Trilha Álvaro Godoy).

A reserva fazia parte da fazenda Santa Helena de propriedade da família Godoy e trata-se de uma das últimas reservas de mata nativa da região norte do Paraná.

Vale ainda ressaltar que a área foi conservada por localizar-se em terreno acidentado e de difícil manuseio se fosse usada para alguma atividade comercial.

Se fosse um terreno não acidentado ela teria sido desmatada como o restante da fazenda.

Parque Estadual do Penhasco Verde | Paraná

Parque Estadual do Penhasco Verde | Paraná

Parque Estadual do Penhasco Verde | ParanáSalto do tigre
Localização
Estado: Paraná
Município: São Jerônimo da Serra

Bioma
Floresta com Araucária

Área
302,57 ha

Criação
Decreto 457 (05/04/1991)

Unidade de Proteção Integral

www.megatimes.com.br

www.klimanaturali.org

Parque Estadual do Lago Azul | Paraná

Parque Estadual do Lago Azul | Paraná

Parque Estadual do Lago Azul | Paraná

Bioma
Floresta com Araucária e Floresta Estacional Semidecidual.

Área
1.749,01 ha.

Unidade de Proteção Integral

Com 1.749,01 hectares, contando com belas paisagens naturais, o Parque do Lago Azul possui florestas em diferentes estágios de sucessão circundando o lago artificial que abastece uma das primeiras usinas hidrelétricas do estado: a Usina Mourão.

O parque está localizado em uma zona de contato (ecótone) entre as florestas ombrófila mista (Floresta de Araucária) e estacional semidecidual da Bacia do Rio Paraná, apresentando lado a lado o pinheiro e a peroba, o gerivá e o palmito, o cedro e a canafístula, abrigando exemplares de fauna como a anta, o macaco-prego, a lontra, o curió e o jacu.