Anu Preto (Crotophaga ani)

Anu Preto (Crotophaga ani)  

Anu Preto (Crotophaga ani) Família: Cuculidae
Espécie: Crotophaga ani
Comprimento: 36 cm.
O Anu Preto (Crotophaga ani) está presente em todo o Brasil e também dos Estados Unidos (Flórida) à Argentina. Comum em pastagens, campos, jardins, lavouras abandonadas e outras áreas abertas. Vive em bandos e é muito visto em regiões cultivadas. Segue de perto o gado e tratores que aram os campos, para alimentar-se dos insetos e outros pequenos animais que são espantados, ou então espalham-se em bandos pelo chão, permanecendo imóveis e atentos até aparecer um inseto, quando o indivíduo mais próximo salta e o apanha. Depois de um certo tempo, o bando avança. Há dúvidas quanto ao anu-preto ser ou não devorador de carrapatos, pois é visto frequentemente pousado sobre o gado. Apesar da opinião geral de que os comeria, não foram observados carrapatos em conteúdos estomacais. Alimenta-se também de pequenas cobras e rãs; às vezes saqueia ninhos de outros pássaros. Pesca em águas rasas e, principalmente durante as secas, alimenta-se de frutos, coquinhos e sementes. Voa mal; qualquer vento mais forte o leva para longe. Faz ninhos coletivos, em formato de uma grande xícara aberta, pondo grandes ovos azul-esverdeados, cobertos com uma crosta calcárea. O número médio é de 9 ovos por ninho coletivo. Conhecido também como anu-pequeno e anum (Pará).

O anu-preto (Crotophaga ani), cuja área de dispersão se estende da Flórida à Argentina, ocorre em todo o Brasil. Possui mais de uma dúzia de vozes diferentes e tem dois pios de alarme. Os integrantes de um bando, ao ouvi-los, ora se empoleiram em pontos resguardados, ora se escondem sob o mato à suspeição de um perigo. Essa espécie tem o corpo uniformemente preto e o bico sempre muito alto. Mede, em média, 36cm.

anu-preto Características: mede em torno de 36 cm, possuindo plumagem totalmente preta, cauda longa, bico preto e alto. Sexo sempre semelhante. O cheiro do corpo é forte e característico, perceptível para nós a vários metros e capaz de atrair morcegos hematófogos e animais carnívoros.

Habitat: campos, pastagens e áreas cultivadas. Prefere lugares úmidos.

Ocorrência: da Flórida à Argentina e em todo o Brasil.

Hábitos: muito hábil para pular e correr entre os ramos. Vive sempre em bandos. Gostam de apanhar sol e banhar-se na poeira, ficando a plumagem às vezes fortemente tingida com a cor da terra do local ou de cinza e carvão, sobretudo se eles correrem antes pelo capim molhado, pois suas penas se tornam pegajosas. Pela manhã e após as chuvas pousam de asas abertas para enxugarem-se. À noite, para se esquentar, costuma juntar-se a outros indivíduos em filas apertadas ou em grupos. Procuram moitas de taquara para pernoitar. Arrumam as suas plumagens reciprocamente. São aves extremamente sociáveis. Voador fraco mal resiste à brisa, qualquer vento mais forte o leva para longe. O anu-preto possui mais de uma dúzia de vozes diferentes. Tem dois pios de alarme: a um certo grito todos os componentes do bando se empoleiram em pontos bem visíveis, examinando a situação; outro grito, emitido quando um gavião se aproxima, faz desaparecer num instante no matagal todo o grupo. Eles se divertem cavaqueando baixinho, de modo bem variado, causando às vezes a impressão de estar tentando imitar a voz de outra ave.

Alimentação: essencialmente carnívoros, comendo gafanhotos, percevejos, aranhas, miriápodes etc. Predam também lagartas peludas e urticantes, lagartixas e camundongos. Pescam na água rasa; periodicamente comem frutas, bagas, coquinhos e sementes, sobretudo na época seca quando há escassez de artrópodes. O anu-preto alimenta-se, sobretudo de ortópteros (gafanhotos) que apanha acompanhando o gado. Quando não há gado no pasto executa, às vezes, caçadas coletivas no campo, o bando espalha-se no chão, em um semicírculo, ficando afastados uns dos outros por dois ou três metros. Permanecem assim imóveis e atentos e quando aparece um inseto, a ave mais próxima salta e o apanha. De tempos em tempos o bando avança. Quando pousam sobre o dorso dos bois geralmente o fazem para ampliar seu campo visual. Às vezes apanha insetos em pleno voo, capturando também pequenas cobras e rãs; seguem tratores que aram os campos.

Crotophaga ani

Reprodução: os ovos perfazem 14% do peso de seu corpo. É de cor azul-esverdeada, coberto por uma crosta calcária, raspada sucessivamente pelo processo de virar os ovos durante a incubação. A incubação é curta, dura de 13 a 16 dias. O anu-preto costuma trazer comida quando visita a fêmea no ninho. O macho dança em torno da fêmea, no solo. As fêmeas, embora possuam ninhos individuais, se associam mais frequentemente a um ou dois casais do seu bando para construir ninho coletivo, pôr ovos e criar a prole juntas, tendo a cooperação de machos e filhotes crescidos de posturas anteriores. Seus ninhos são grandes e profundos. Pode acontecer de um ninho ser ocupado por 6 ou 10 aves, e conter 10, 20 e até mais ovos. A postura de uma fêmea é calculada em 4 a 7 ovos. São criados com sucesso meia dúzia de filhotes por vez. A boca aberta vermelha do filhote do anu-preto é marcada por três sinais amarelos. Quando os seus ninhos são abandonados, às vezes são aproveitados por outros pássaros, cobras e por pequenos mamíferos, sobretudo marsupiais. Os filhotes deixam o ninho antes de poder voar, com a cauda curta, e são alimentados ainda durante algumas semanas. Seus filhotes ainda pequenos são facilmente espantados e fogem para todos os lados sobre os galhos em torno do ninho, mas costumam regressar ao mesmo quando se sentem novamente seguros.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

Anu Coroca (Crotophaga major)

Anu Coroca (Crotophaga major)

Anu Coroca (Crotophaga major) Família: Cuculidae
Espécie: Crotophaga major
Comprimento: 46 cm.
O Anu Coroca (Crotophaga major) está presente localmente em todo o Brasil e também do Panamá à Argentina. Comum em florestas de galeria, margens de rios e lagos, pântanos e manguezais. Vive geralmente distante de habitações humanas, em bandos de 3 a 4 casais. Às vezes pode agrupar-se em bandos bem maiores, com dezenas de indivíduos. A exemplo do anu-preto, alimenta-se de insetos, pesca em águas rasas e come frutos, coquinhos e sementes. Segue formigas-de-correição ocasionalmente. Canta em coro, fazendo bastante barulho. Pode fazer ninhos individuais ou coletivos, estes últimos apresentando 20 ou mais grandes ovos de cor azul-esverdeada, cobertos com uma crosta calcária que, como ocorre com o anu-preto, é raspada sucessivamente durante a incubação. Geralmente o ninho localiza-se próximo à água. Conhecido também como groló e anu-hu.

O anu-coroca ou anu-peixe (Crotophaga major), de 46cm, tende a um tom entre o verde e o azul na plumagem e emite em coro seus cantos. Faz ninhos individuais ou coletivos, estes às vezes com vinte ovos ou mais. Dispersando-se do Panamá à Argentina, ocorre em todo o Brasil e prefere os lugares alagados, pântanos e manguezais.

Crotophaga major

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

Anu | Características e Espécies de Anus

Anu | Características e Espécies de Anus

Anu-preto (Crotophaga ani)
Com voos curtos e lerdos, efetuados por norma em grandes bandos, os anus se incluem entre as aves mais comumente vistas no Brasil em pastos, à beira das estradas, em campos abertos e nas áreas desmatadas para a implantação de lavouras.

Todas as espécies de anu, classificadas na família dos cuculídeos, possuem corpo esbelto e cauda muito alongada, distinguindo-se por sua habilidade em pular nas galhadas e correr pelo chão. Os indivíduos dos dois sexos, nas várias espécies, são semelhantes.

Anu Coroca (Crotophaga major)  
Anu Preto (Crotophaga ani)  
Anu-branco (Guira guira

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

Ave Alma-de-Gato (Piaya cayana)

Ave Alma-de-Gato (Piaya cayana)

Alma-de-Gato (Piaya cayana)Família: Cuculidae
Espécie: Piaya cayana
Comprimento: 55 cm.

Características: A Ave Alma-de-Gato (Piaya cayana) é bastante vistosa com rabo longo. Pelagem laranja-avermelhada em todo o dorso, peito acinzentado e garganta amarelada. Bico amarelado. Mede aproximadamente 47 cm. Cauda longa com penas gradativamente mais curtas, do meio para os lados, e ponta branca.

Habitat: cerrados e matas ou às suas margens, com algumas ocorrências em áreas urbanas.

Ocorrência: do México à Argentina e em todo o Brasil.

Hábitos: vive aos casais. O som de seu canto é forte, emitindo até 16 pios em 10 segundos, além de imitar outras aves como o bem-te-vi.

Alimentação: insetívoro.

Ave Alma-de-Gato (Piaya cayana)