Sangue Humano | Funções e Características do Sangue

Tags

Sangue Humano | Funções e Características do Sangue

Sangue Humano | Funções e Características do SangueO que é

O sangue é um dos três componentes do sistema circulatório, os outros dois, são o coração e os vasos sangüíneos. Ele é responsável pelo transporte, regulação e proteção de nosso corpo.

Composição do sangue
Nele encontramos o plasma sangüíneo, responsável por 66% de seu volume, além das hemácias, dos leucócitos e das plaquetas, responsáveis por aproximadamente 33% de sua composição.

A maior parte do plasma sangüíneo é composta por água (93%), daí a importância de sempre nos mantermos hidratados ingerindo bastante líquido. Nos 7% restantes encontramos: oxigênio, glicose, proteínas, hormônios, vitaminas, gás carbônico, sais minerais, aminoácidos, lipídios, uréia, etc.

Os glóbulos vermelhos, também conhecidos como hemácias ou eritrócitos, transportam o oxigênio e o gás carbônico por todo o corpo. Essas células duram aproximadamente 120 dias, após isso, são repostas pela medula óssea.

O glóbulos brancos, também chamados de leucócitos, são responsáveis pela defesa de nosso corpo. Eles protegem nosso organismo contra a invasão de microorganismos indesejados (vírus, bactérias e fungos). De forma bastante simples, podemos dizer que eles são nossos "soldadinhos de defesa".

As plaquetas são fragmentos de células, presentes no sangue, que realizam a coagulação, evitando assim sua perda excessiva de sangue (hemorragia). Elas geralmente agem quando os vasos sangüíneos sofrem danos. Um exemplo simples é o caso de uma picada de agulha, onde observa-se uma pequena e ligeira perda de sangue que logo é estancada, isto ocorre graças ao tampão plaquetário.

Plasma sanguíneo
O plasma sanguíneo contém proteínas, sais e substâncias diversas, tais como nutrientes, gás carbônico, excreções e hormônios. Cerca de 20% das proteínas do plasma pertencem ao grupo das gamaglobulinas, que constituem os anticorpos; estes protegem o organismo contra agentes infecciosos. Outra proteína importante do plasma sanguíneo é o fibrinogênio, que atua na coagulação do sangue.

Hemácias
As hemácias, também chamadas glóbulos vermelhos, são células especializadas no transporte de oxigênio. Elas são produzidas no interior dos ossos, a partir de células da medula óssea vermelha denominadas eritroblastos. O eritroblasto fabrica grande quantidade de hemoglobina e elimina o núcleo, transformando-se no eritrócito ou hemácia. Uma hemácia permanece cerca de 120 dias em circulação. Ao fim desse período, ela perde sua capacidade funcional e acaba sendo fagocitada e digerida por células do fígado ou do baço. Calcula-se que, em apenas um segundo, cerca de 2,4 milhões de hemácias sejam destruídos em nosso corpo. Ao mesmo tempo, quantidade equivalente de hemácias é liberada pela medula dos ossos, para substituir as que são removidas da circulação.

Leucócitos
Leucócitos ou glóbulos brancos são células especializadas na defesa do organismo, combatendo vírus, bactérias e outros agentes invasores que penetrem no corpo. Os leucócitos também são produzidos na medula dos ossos e podem ser de cinco tipos básicos: neutrófilo, basófilo, acidófilo, linfócito e monócito.

Plaquetas
Plaquetas ou trombócitos são fragmentos de células especiais presentes na medula dos ossos. A função das plaquetas é atuar na coagulação do sangue: elas liberam substâncias denominadas fatores de coagulação nas regiões de ferimentos, estimulando a formação de coágulos, que detêm uma eventual hemorragia.

Coagulação do sangue
Um dos importantes fatores de coagulação do sangue liberados pelas plaquetas é a enzima tromboplastina-quinase, que age na transformação da protombina em trombina. Essa substância, por sua vez, estimula a transformação de fibrinogênio em fibrina. As moléculas de fibrina têm capacidade de se entrelaçar, formando uma rede na qual as hemácias ficam retidas. Esse conjunto é o coágulo, uma espécie de tampão que veda o ferimento.

Curiosidade: O ramo que estuda o sangue e as suas doenças é a hematologia.