Mostrando postagens com marcador Ornitologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ornitologia. Mostrar todas as postagens

Aves | Ornitologia

Aves | Ornitologia

Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia
Aves | Ornitologia

  1. Acrobata (Acrobatornis fonsecai)
  2. Alma-de-Gato (Piaya cayana)
  3. Anu-branco (Guira guira
  4. Anu | Características e Espécies de Anus 
  5. Anu Coroca (Crotophaga major)  
  6. Anu Preto (Crotophaga ani) 
  7. Arara Canindé | Ara ararauna
  8. Arara, Araranjuba, Maracanã, Papagaio, Periquito, Curica e Tiriba | Aves da Família Psittacidae
  9. Ararajuba | Guaruba guarouba 
  10. Araranjuba (Guaruba guarouba)
  11. Arara Azul de Lear (Anodorhynchus leari)
  12. Arara Azul Pequena (Anodorhynchus glaucus)
  13. Arara Canidé (Ara ararauna)
  14. Arara Piranga ou Arara Vermelha (Ara macao)
  15. Ararinha Azul (Cyanopsitta spixii)
  16. As mais Belas Aves do Mundo
  17. Ave Elefante (Aepyornis maximus)
  18. Aves e Pássaros
  19. Barranqueiro-de-Coroa-Castanha (Automolus rufipileatus)
  20. Barranqueiro-Pardo (Automolus infuscatus)
  21. Belas Fotos de Aves
  22. Bico-Virado-da-Caatinga (Megaxenops parnaguae)
  23. Bico-Virado-Miudo (Xenops minutus)
  24. Casaca-de-Couro (Pseudoseisura cristata)
  25. Casaca-de-Couro-Amarelo (Furnarius leucopus
  26. Chincoã (Piaya cayana)
  27. Chincoã-Pequeno (Piaya minuta)
  28. Chopim (Molothrus bonariensis)
  29. Colibri Sílfide (Loddigesia mirabilis)
  30. Corrupião (Icterus jamacaii)
  31. Corujas (Ordem Strigiformes)
  32. Curica (Amazona amazonica)
  33. Curica-Urubu (Pionopsitta vulturina)
  34. Espécies de Aves | Ornitologia
  35. Fotos das Aves Mais Belas do Mundo
  36. Fotos de Aves e Pássaros
  37. Galináceos (Galliformes) 
  38. Galinhas e Galos | Belas Aves Domésticas
  39. Garimpeiro (Leptasthenura setaria)
  40. Garrincha-Chorona (Schizoeaca moreirae)
  41. Graúna (Gnorimopsar chopi)
  42. Gaturamo-Verdadeiro (Euphonia violacea)
  43. Guaxe (Cacicus haemorrhous)
  44. Jacu-Estalo (Neomorphus geoffroyi)
  45. João-Chique-Chique (Gyalophylax hellmayri)
  46. João-de-Barro (Furnarius rufus)
  47. João-de-Pau (Phacellodomus rufifrons)
  48. João-do-Rio (Cranioleuca vulpina)
  49. João-Pedreiro (Cinclodes pabsti)
  50. João-Porca (Lochmias nematura)
  51. João-Teneném-Becuá (Synallaxis gujanensis)
  52. João-Teneném-Castanho (Synallaxis rutilans)
  53. Limpa-Folha-de-Asa-Castanha (Philydor erythrocercus)
  54. Limpa-Folha-Ocrácea (Philydor lichtensteini)
  55. Limpa-Folha-Vermelho (Philydor pyrrhodes)
  56. Maracanã de Cara Amarela (Orthopsittaca manilata)
  57. Maria Faceira (Syrigma sibilatrix)
  58. Moho-Apicalis ['O' O De Oahu (Moho apicalis)]
  59. Moho-Bishopi ['O' O De Molokai (Moho bishopi)]
  60. Moho-Braccatus ['O' O De Kauai (Moho braccatus)]
  61. Moho-Nobilis ['O' O Do Hawaii (Moho nobilis)]
  62. Ornitologia | As Aves Mais Belas do Mundo
  63. Painho-de-Guadalupe ou Petrel-de-Guadalupe (Oceanodroma macrodactyla)
  64. Papa-Lagarta (Coccyzus melacoryphus)
  65. Papagaio-Campeiro (Amazona ochrocephala)
  66. Papagaio-Charão (Amazona pretrei)
  67. Papagaio-Chauá (Amazona rhodocorytha)
  68. Papagaio-Cinzento-da-Maurícia (Lophopsittacus bensoni)
  69. Papagaio-de-Bico-Largo (Lophopsittacus mauritianus)
  70. Papagaio-de-Cara-Roxa (Amazona brasiliensis)
  71. Papagaio-de-Coleiro (Deroptyus accipitrinus)
  72. Papagaio-de-Peito-Roxo (Amazona vinacea)
  73. Papagaio-do-Mar-Atlântico (Fratercula arctica)
  74. Papagaio-Moleiro (Amazona farinosa)
  75. Papagaio-Verdadeiro (Amazona aestiva)
  76. Pássaro do Nepal (Prinia burnesii nepalensis)
  77. Pássaros e Aves da Amazônia
  78. Pavão | As Mais Belas Obras de Arte com Pavões
  79. Pedreiro-do-Espinhaço (Cinclodes espinhacensis)
  80. Pelicano-Branco-Americano (Pelecanus erythrorhynchos)
  81. Pelicano-Pardo (Pelecanus occidentalis)
  82. Pequeno Alcaravão da Nova Zelândia (Ixobrychus novaezelandiae) 
  83. Periquito-das-Seychelles (Psittacula wardi)
  84. Periquito-do-Paraíso (Psephotus pulcherrimus)
  85. Periquito-Estrela (Brotogeris versicolurus)
  86. Periquito-Rei (Aratinga aurea)
  87. Pombo de Nicobar (Caloenas nicobarica)
  88. Saci (Tapera naevia)
  89. Tiriba-Pintada (Pyrrhura picta)
  90. Top 10 Pássaros Mais Bonitos do Mundo
  91. Trepador-Coleira (Anabazenops fuscus)
www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org
www.geografiatotal.com.br

Corujas (Ordem Strigiformes)

Corujas (Ordem Strigiformes)

Corujas (Ordem Strigiformes)
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Strigiformes

As Corujas  são aves da Ordem Strigiformes, Famílias Strigidae e Tytonidae; abrigando mais de 210 espécies. Esses animais, encontrados em todos os continentes, com exceção da Antártida, possuem cabeça com plumagem tão densa, que aparentemente esta se apresenta desproporcional ao restante do corpo. 

Os olhos são de tamanho considerável, localizados lado a lado. Algumas, ainda, possuem capacidade de girar seus pescoços em até 270 graus, e esticar o pescoço para cima, ampliando seu campo de visão com destreza. Corujas também têm boa audição. 

Geralmente apresentam hábitos noturnos; alimentando-se de larvas em geral, insetos, anfíbios, répteis, aves e pequenos mamíferos. Para tal, utilizam com agilidade seus bicos curvos e garras encurvadas e afiadas. Além disso, contam com a capacidade de voar silenciosamente, graças à sua plumagem macia, permitindo com que se aproximem de suas presas sem serem notadas. Geralmente engolem o animal inteiro, regurgitando em seguida uma massa compacta contendo as partes não digeríveis, como penas, escamas e ossos. Seus principais predadores são os gaviões, serpentes e gatos-do-mato. Quanto a isso, sua coloração tende a ser bem semelhante ao ambiente em que vivem, permitindo com que não sejam facilmente avistadas por eles.

Costumam viver em torno de quinze anos e, durante a reprodução, as fêmeas costumam liberar entre três e cinco ovos, com período médio de incubação de um mês. 

No Brasil, temos pelo menos 23 espécies de corujas: uma da Família Tytonidae (Gênero Tyto) e o restante, da Família Strigidae (Gêneros Megascops, Lophostrix, Pulsatrix, Bubo, Strix, Glaucidium, Athene, Aegolius e Asio). Uma delas, a coruja-listrada (Strix hylophila), se encontra quase ameaçada, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Outra, a caburé-de-pernambuco (Glaucidium mooreorum), está em perigo grave.

Corujas (Ordem Strigiformes)

#Papagaios da África

Painho-de-Guadalupe ou Petrel-de-Guadalupe (Oceanodroma macrodactyla)


Painho-de-Guadalupe ou Petrel-de-Guadalupe (Oceanodroma macrodactyla)


Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Procellariiformes
Família: Hydrobatidae
Gênero: Oceanodroma
Espécie: O. macrodactyla
Nome binomial: Oceanodroma macrodactyla
Bryant, 1885

O painho-de-guadalupe ou petrel-de-guadalupe (Oceanodroma macrodactyla) é uma ave procelariforme provavelmente extinta, endémica da ilha de Guadalupe (ao largo da Baixa Califórnia). A espécie foi descrita pela primeira vez em 1885 e terá-se extinguido por volta de 1911.

O painho-de-guadalupe era uma ave de médio porte, de plumagem cinzenta escura, patas e bico negro. Era uma ave marinha migratória que surgia todos os anos na ilha de Guadalupe para nidificar entre Março e Maio. Os ninhos eram construídos nos penhascos da ilha, acima dos 760 metros de altitude. Os seus hábitos de vida são desconhecidos e não se sabe, por exemplo, onde vivia fora da época de reprodução.

O seu desaparecimento foi provocado por interferência humana, embora indiretamente, uma vez que esta ave nunca foi alvo de caça nem perseguição, através da introdução de gatos e ratos aloctones na ilha. Estes animais espalharam-se pela reduzida extensão de Guadalupe e, na época de reprodução dos petréis, alimentavam-se dos seus ovos e juvenis. As colônias da ilha depressa se tornaram inviáveis e, como o painho-de-guadalupe não nidificava noutro local, extinguiu-se.

Em Junho do ano de 2000 foram reencontradas espécimes da ave.
            
www.megatimes.com.br

Pássaro do Nepal (Prinia burnesii nepalensis)

Pássaro do Nepal (Prinia burnesii nepalensis)

Pássaro do Nepal (Prinia burnesii nepalensis)Uma equipe de ornitólogos do Nepal descobriu uma nova espécie de pássaro. A ave possui traços intermediários entre outras duas subespécies conhecidas, o "prinia burnesii burnesii" e o "prinia burnesii cinerascens", que se encontram no oeste do Paquistão e no leste da Índia e de Bangladesh, respectivamente.

"Na China, na América do Sul e no norte de Mianmar são descobertos pássaros com mais freqüência. Mas é a primeira que isso ocorre vez no Nepal desde 1991", declarou Hem Sagar Baral, diretor da Conservação de Pássaros do Nepal (BCN).

Batizado pela BCN como "prinia burnesii nepalensis", a espécie foi incluída na lista de aves em risco de extinção, por causa da degradação de seu habitat natural.

Após aprovar a descoberta, Baral acrescentou que ainda precisa ser ratificada pela União Internacional de Ornitólogos, processo que pode levar anos.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br

As mais Belas Aves do Mundo