FLORESTA ESTADUAL - FLORESTAS ESTADUAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Florestas Estaduais do Estado de Minas Gerais


Localização
Localizada a 35 Km de Belo Horizonte e 10 Km do centro de Betim.

Bioma
Floresta Estacional Semidecidual.

Superfície
4.398 hectares.

Abriga um importante remanescente de Mata Atlântica e, em conjunto com o Parque Estadual do Itacolomi, a Estação Ecológica do Tripuí, a Área de Proteção Ambiental Cachoeira e o Parque Natural Municipal das Andorinhas forma um mosaico de unidades de conservação que, somadas, possuem uma área de cerca de 25 mil hectares de áreas protegidas na região do Quadrilátero Ferrífero.

O Bosque Modelo da Mata Atlântica tem seu núcleo na Floresta Estadual de Uaimií. Com a experiência de Ouro Preto, sejam criados outros núcleos nas áreas de entorno: Parque Estaduais do Rio Doce, Parque Estadual de Ibitipoca, Parque Estadual de Itacolomi, Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Parque Estadual de Nova Baden, Parque Estadual da Serra da Rola-Moça, Parque Estadual do Pico do Itambé e Parque Estadual da Serra do Papagaio.

As comunidades do entorno terão oportunidade de realizar cursos de treinamento em atividades relacionadas ao meio ambiente para aprimoramento e capacitação nas áreas de ecoturismo, fabricação de mobiliário, produção de doces, apicultura, criação de animais silvestres e artesanato.

Floresta Estadual do Uaimii

Floresta Estadual do Uaimii

Localização
Localizada a 35 Km de Belo Horizonte e 10 Km do centro de Betim.

Bioma
Floresta Estacional Semidecidual.

Superfície
4.398 hectares.

Abriga um importante remanescente de Mata Atlântica e, em conjunto com o Parque Estadual do Itacolomi, a Estação Ecológica do Tripuí, a Área de Proteção Ambiental Cachoeira e o Parque Natural Municipal das Andorinhas forma um mosaico de unidades de conservação que, somadas, possuem uma área de cerca de 25 mil hectares de áreas protegidas na região do Quadrilátero Ferrífero.

Floresta Estadual de Uaimií
O Bosque Modelo da Mata Atlântica tem seu núcleo na Floresta Estadual de Uaimií. Com a experiência de Ouro Preto, sejam criados outros núcleos nas áreas de entorno: Parque Estaduais do Rio Doce, Parque Estadual de Ibitipoca, Parque Estadual de Itacolomi, Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, Parque Estadual de Nova Baden, Parque Estadual da Serra da Rola-Moça, Parque Estadual do Pico do Itambé e Parque Estadual da Serra do Papagaio.

As comunidades do entorno terão oportunidade de realizar cursos de treinamento em atividades relacionadas ao meio ambiente para aprimoramento e capacitação nas áreas de ecoturismo, fabricação de mobiliário, produção de doces, apicultura, criação de animais silvestres e artesanato.

Floresta Estadual São Judas Tadeu

Floresta Estadual São Judas Tadeu
Localização
Localizada a 35 Km de Belo Horizonte e 10 Km do centro de Betim.

Bioma
Mata atlântica.

Superfície
140 hectares.

Apresenta uma cobertura vegetal nativa composta por campo e floresta ciliar, duas lagoas artificiais, cinco nascentes e um córrego principal que alimenta a lagoa maior.

Possui matas remanescentes em ótimo estado de conservação, com significativa riqueza biológica.
Caracteriza-se pelo uso direto e indireto de recursos naturais, sendo de domínio público estadual; e é uma unidade de conservação considerada de uso sustentável, com objetivo de promover e assegurar a proteção parcial dos atributos naturais; admitida a exploração de parte dos recursos disponíveis, em regime de manejo sustentável, mas sujeita às limitações legais.

Posteriormente à sua criação, torna-se, então necessária a caracterização da fauna e flora desta área, visando a composição do seu Plano de Manejo. Para viabilizar tal projeto, a FUNED firmou parcerias e convênios com diferentes instituições: Instituto Estadual de Florestas, Museu de Ciências Naturais da PUC/MG, e Universidade Federal de Minas Gerais.

Tais parcerias têm em vista a participação dos gerentes públicos da região de Betim, como da Secretaria de Obras e do Meio Ambiente; da Prefeitura de Betim e do Ministério Público, os quais já foram também envolvidos.

Devido à pressão urbana, que inclui caçadores e furtos, a segurança da Floresta Estadual São Judas Tadeu foi incrementada com a participação efetiva da Polícia Florestal de Betim. A FUNED tenta, agora, viabilizar a conexão de fragmentos florestais entre a FESJT e a Reserva da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA), uma vez que as mesmas são vizinhas.
Áreas com populações pequenas estão mais expostas à perda da variabilidade genética e são mais suscetíveis à extinção.

Dessa forma, os corredores ecológicos contribuem significativamente para a conexão de áreas isoladas; para troca gênica e, consequentemente, para a manutenção da biodiversidade. Os corredores conservam a vida dos animais que são obrigados a migrar sazonalmente em busca de alimento. Uma unidade de conservação isolada torna-se uma ilha em meio a uma situação de degradação, e, conforme o tamanho de suas populações ficam ameaçados de extinção.
.
www.megatimes.com.br