RESERVA ECOLÓGICA CULUENE - MT

Superfície
3.900 hectares.

Bioma
Cerrado 100%
Savana 100%

A reserva originou-se de um desmembramento da Gleba Pantanalzinho, de domínio do Estado do Mato Grosso. As águas servem de fronteira para a Reserva: localizada na porção sudeste do Estado, é limitada à esquerda pelo rio Culuene, importante afluente do rio Xingu, e à direita, pelo córrego Rio Grande.

Inserida na porção central do cerrado brasileiro, encontra-se no domínio macropaisagístico denominado Planalto dos Guimarães, depressão interplanática de Paranatinga e Província Serrana.

Sua geomorfologia pertence ao Grupo Alto Paraguai: Formação Araras, Formação Raizana; Grupo Paraná, Formação Aquidauana e Formação Bauru. Sua vegetação é formada por Cerrado Arboréo aberto com e sem Floresta de Galeria - constituído, assim, área de tensão ecológica de contato ente o Cerrado, a Floreta Estacional e a Floresta Estacional Semidecidual.



As matas preservadas na reserva servem de abrigo para animais como o cervo (Blasteocerus dichotomus), cateto (Tayassy tajacu), paca (Agouti paca), capivara (Hydrochoerus hydrochaeris), onça-pintada (Panthera onca) e aves como: o pato-do-mato (Cairina moschata), garça (Casmerodius albus), arara-vermelha (Ara chloroptera), tucano (Ramphastos toco), dentre outros.

Tucano de bico verde

Fonte
: Unidades de conservação do Mato Grosso - FEMA.