Monstro-de-Gila (Heloderma suspectum)

Tags

Monstro-de-Gila (Heloderma suspectum)

#Monstro-de-Gila (Heloderma suspectum)

O Monstro-de-Gila (Heloderma suspectum) é uma espécie de lagarto peçonhento nativa do sudoeste dos Estados Unidos e noroeste do estado mexicano de Sonora. É o único lagarto peçonhento nativo dos Estados Unidos e uma das duas únicas espécies de lagartos peçonhentos da América do Norte, o outro é o lagarto-mexicano-frisado (Heloderma horridum).

Embora o monstro-de-gila seja peçonhento, sua natureza lenta significa que ele representa pouca ameaça aos seres humanos. No entanto, ele tem uma reputação temível e às vezes é morto, apesar de ser protegido por lei estadual no Arizona e em Nevada.

O monstro-de-gila é encontrado no sudoeste dos Estados Unidos e México, incluindo Sonora, Arizona, partes da Califórnia, Nevada, Utah e Novo México. Tem como habitat os desertos, cerrados e florestas de carvalho, procurando abrigo em tocas, arbustos e embaixo de pedras em locais com umidade. Na verdade, os monstros-de-gila parecem gostar de água e podem ser observados mergulhando em poças de água após uma chuva de verão. Eles evitam viver em áreas abertas.

A dieta do monstro-de-gila consiste principalmente de ovos de aves e de répteis, e ocasionalmente de pequenas aves, mamíferos, sapos, lagartos, insetos e carniça. Ele usa seu olfato extremamente aguçado para localizar a presa, especialmente ovos. Seu olfato é tão aguçado que ele pode localizar e desenterrar ovos de galinha enterrados a 15 cm de profundidade. São capazes de subir em árvores e cactos, em busca de ovos.

O monstro-de-gila emerge da hibernação nos meses de janeiro ou fevereiro e se acasala nos meses de maio e junho. A fêmea põe cerca de 2-12 ovos, enterrando-os na areia a cerca de 12 cm de profundidade. Os ovos são incubados por cerca de 9 meses. Os filhotes nascem com cerca de 16 cm de comprimento e são capazes de morder e injetar veneno após a eclosão. Podem viver até 20 anos na natureza e até 30 anos em cativeiro.

O veneno do monstro-de-gila é produzido em glândulas salivares modificadas no maxilar inferior, ao contrário das serpentes, cujo veneno é produzido no maxilar superior. O monstro-de-gila não tem a musculatura para forçar a inoculação do veneno. Ao invés disso, o veneno é impelido da glândula para o dente pela mastigação. A ação capilar leva o veneno para fora do dente e para a vítima. Embora o veneno seja uma neurotoxina tão tóxica como o de uma cobra-coral, o monstro-de-gila produz apenas pequenas quantidades.

Fontewww.terraselvagem.com
            www.megatimes.com.br