posts e comentários.

ANIMAIS HERBÍVOROS - CARACTERÍSTICAS DOS ANIMAIS HERBÍVOROS

Um herbívoro é um animal que obtém sua energia e nutrientes através da alimentação de plantas (vegetais). Diferentes tipos de herbívoros comem diferentes partes da planta. Por exemplo, folívoros se alimentam de folhas, frugívoros se alimentam de frutas, granívoros se alimentam de sementes, polinívoros se alimentam de pólen e nectarívoros se alimentam néctar.

Os herbívoros podem variar muito em tamanho, desde os maiores animais terrestres (elefantes) e grandes mamíferos marinhos, como peixes-boi e dugongos até pequenos insetos, nematóides e tripes. Os herbívoros são consumidores primários (que recebem a sua energia através do consumo de produtores primários), assim eles desempenham um papel trófico importante nas comunidades ecológicas e teias alimentares.

Folívoros
Folívoros ou filófagos são animais que se alimentam principalmente de folhas. Folhas maduras contêm um alto teor de celulose, difíceis de digerir, com um conteúdo energético relativamente alto e, muitas vezes compostos tóxicos. Os folívoros tendem a ter um aparelho digestivo longo e metabolismo lento. Muitos precisam da ajuda de bactérias simbióticas para absorver os nutrientes de sua dieta.

Folívoros Terrestres
Como folhas maduras são pobres em nutrientes, e de difícil digestão por causa de seu alto teor de celulose, os animais usam muitas estratégias diferentes para comer folhas. Os animais que se alimentam de folhas de grama geralmente são conhecidos como pastadores. Os pastadores normalmente não são muito exigentes e comem todas as partes das folhas. Muitos herbívoros têm relação mutualística com bactérias que ajudam a digerir a celulose encontrada nas folhas. Brotos e folhas mais novas muitas vezes são mais nutritivas. Muitos folívoros passam a maior parte de seu tempo se alimentando nas árvores (por exemplo, koalas, preguiças e macacos folívoros).

Como as folhas são pobres em nutrientes, os folívoros precisam consumir uma biomassa significativa de folhas para atender suas necessidades diárias. Devido ao grande peso das folhas em suas entranhas, existem muito poucas aves ou mamíferos herbívoros que voam.

Folivores Aquáticos
Mamíferos como os ratos-almiscarados e alces são folívoros comuns em pântanos da América do Norte. Curiosamente, o hipopótamo, o maior mamífero herbívoro aquático, obtém a maior parte de seu alimento durante o forrageamento em terra.
Folívoros Marinhos
Grandes animais, como peixes-boi, dugongos e tartarugas-verdes se alimentam de "grama marinha" que cresce em águas rasas perto da costa. Muitos invertebrados, como ouriços-do-mar e abalones (gastrópodes), répteis como a iguana-marinha, e muitos peixes se alimentam de algas. Peixes marinhos têm varias estratégias para se alimentar de algas. Por exemplo, os peixes-papagaio raspam as algas fora das rochas com os seus grandes bicos - parecidos com dentes. Alguns peixes-donzela "exploram" algas em pequenos territórios que eles defendem de outros peixes.

Granívoros

Granívoros são animais que tem como alimento principal ou exclusivo as sementes de plantas ou grãos. Os granívoros podem ser encontrados em muitas famílias de vertebrados e invertebrados (especialmente mamíferos, aves e insetos).

Como comer uma semente mata uma planta em potencial, granívoros são considerados predadores de sementes. Alguns granívoros retiram as sementes diretamente da planta, enquanto outros granívoros procuram pelas sementes que se encontram adormecidas no banco de sementes do solo. Alguns granívoros desempenham papel importante na dispersão de sementes.

Frugívoros
Frugívoros são animais cuja dieta alimentar é composta principalmente de frutos, não causando prejuízo às sementes de uma planta, que são eliminadas intactas por defecação ou regurgitação.

Os frugívoros ou podem atuar como predadores de sementes que digerem sementes ao comer os frutos ou formam relações mutualistas com plantas porque eles dispersam sementes durante ou após consumir os frutos.

Nectarívoros
Nectarívoros são animais que se alimentam do néctar das flores.

Muitos nectarívoros formam relações mutualistas com as plantas porque levam o pólen de flor em flor, desempenhando um papel importante com a polinização. Outros nectarívoros só se alimentam de néctar sem transferir pólen. A coevolução entre planta e polinizador muitas vezes resulta em animais com adaptações fenotípicas que lhes permitem retirar o néctar das flores e transportar com sucesso o pólen de uma flor para outra.

Polinívoros
Polinívoros são animais que se alimentam de pólen. Existem invertebrados polinívoros (ex: ácaros, aranhas e insetos) e vertebrados (ex: roedores, marsupiais, morcegos e pássaros). Alguns polinívoros transferem com sucesso o pólen de uma flor para outra, de modo que atuam como polinizadores, enquanto outros polinívoros atuam apenas como "predadores de pólen". A maioria dos polinívoros retiram o pólen diretamente da flor, mas as formigas neotropicais do gênero Cephalotes  obtêm o pólen de plantas dispersadas pelo vento que se estabelecem sobre as folhas na copa das árvores.

Comedores de Floema
Floema é o tecido das plantas vasculares encarregado de levar a seiva elaborada pelo caule até à raiz e aos órgãos de reserva.

Alguns insetos na ordem Hemiptera se alimentam de floema, inserindo seus aparelhos bucais alongados nos tecidos das plantas vasculares. Como o floema é rico em açúcar, mas pobre em nutrientes, alguns insetos comedores de floema tem micro-organismos simbióticos que com aminoácidos convertem o excesso de açúcar, que é excretado como "melato". Curiosamente, alguns animais, por exemplo, algumas formigas, se alimentam indiretamente de floema consumindo o melato. Algumas aves, como os pica-paus fazem furos nas cascas para consumir os sucos de floema que são liberados.

Xilófagos
Animais que se alimentam de madeira são conhecidos como xilófagos. Essas espécies atuam como herbívoros quando consomem a madeira de plantas vivas, e como decompositores quando se alimentam de madeira morta. Alguns artrópodes que se alimentam de madeira têm protistas ou bactérias simbióticas que vivem em seus intestinos para ajudar na digestão da celulose, enquanto os cupins produzem suas próprias enzimas que digerem madeira.

Comedores de Casca
A casca é a camada externa dos galhos de plantas lenhosas. Alguns animais como elefantes, castores e esquilos retiram a casca de galhos para comer, enquanto insetos como os besouros-da-casca se alimentam perfurando o tecido da casca.

Comedores de Raiz
Alguns insetos, larvas e adultos, nematóides e mamíferos como toupeiras se alimentam de raízes. Alguns animais se enterram no chão para se alimentar de tubérculos.

Herbívoros nas comunidades ecológicas
Os herbívoros são considerados consumidores primários porque se alimentam de plantas (produtores primários). Assim, herbívoros que se alimentam de plantas formam o primeiro elo em praticamente todas as cadeias alimentares. A abundância de herbívoros pode controlar a biomassa de plantas e a abundância de consumidores secundários que formam o próximo nível trófico mais elevado.

A eliminação do nível trófico herbívoro pode permitir o crescimento de plantas a um nível que pode ficar sem controle. Por exemplo, a eliminação dos peixes herbáceos através da pesca e da perda do ouriço-do-mar da espécie Diadema antillarum, levou a um aumento de algas em muitos recifes de coral no Mar do Caribe. Do mesmo modo, o aumento do tamanho da população de herbívoros, muitas vezes causado por uma redução no tamanho da população dos seus predadores, pode reduzir significativamente a biomassa das plantas. A invasão de herbívoros introduzidos pode ter efeitos nocivos sobre a comunidade de plantas nativas.

A polinização por nectarívoros e polinívoros e a dispersão de sementes por frugívoros e granívoros tem uma influência importante sobre a distribuição e abundância de plantas nas comunidades ecológicas.

Gostou? Compartilhe: