10 Espécies de Animais Descobertas Recentemente

Tags

10 Espécies de Animais Descobertas Recentemente

Apesar de conhecermos muitas espécies de animais, a verdade é que ainda existem muitas por aí que não foram descobertas pela ciência. É por isso que novas espécies são catalogadas todos os anos por pesquisadores. Para ficar atualizado, nesta galeria você confere algumas das descobertas mais legais dos últimos anos.

10 Espécies de Animais Descobertas Recentemente
Olinguito (Bassaricyon neblina)
Olinguito (Bassaricyon neblina) - Pesquisadores do Instituto Smithsonian, dos EUA, registraram em agosto de 2013 um novo animal carnívoro no mundo ocidental. A descoberta aconteceu 35 anos após o último registro. O olinguito habita matas na América Latina, é parecido com guanixins e se alimenta de pequenos insetos e frutas.
Caquetá titi (Callicebus caquetensis)
Caquetá titi (Callicebus caquetensis) - Em 2010, uma equipe de pesquisadores encontrou uma nova espécie de macaco: o Caquetá titi. Esse pequeno mamífero de barba ruiva foi localizado no sul da Colômbia, em meio à floresta amazônica. Segundo os cientistas, o animal corre risco de extinção, já que sua população é de cerca de 250 animais adultos.
Crystal Frog
Crystal Frog - Em 2009, uma expedição de cientistas na fronteira entre Peru e Equador descobriu várias espécies. Entre elas, uma das que mais se destaca é o Crystal Frog ('Sapo de cristal', em tradução literal). Ele tem a pele transparente e, por isso, é possível ver seus órgãos internos funcionando.
Haptoclinus dropi
Haptoclinus dropi - Esta é outra descoberta do Instituto Smithsonian (EUA). O pequeno peixe de dois centímetros tem as barbatanas coloridas e é encontrado em uma profundidade do oceano que é pouco pesquisada. Isso porque ela é profunda demais para mergulhadores, ao mesmo tempo em que é mais rasa do que a profundidade que submarinos de águas profundas costumam atingir.
Himantura tutul
Himantura tutul - Cientistas do Institut de recherche pour le développement (IRD) descobriram essa nova espécie de raia venenosa. Ela pode chegar a 1,5 m de largura (e até 4 m de comprimento), mas, como dá pra ver, sua característica mais reconhecível é a padronagem parecida com a de um leopardo.
Sea Pig (Holothuroid)
Sea Pig (Holothuroid) - Esses animais, também chamados de pepinos-do-mar, são alguns dos mais abundantes habitantes da costa da Antártica. Eles foram descobertos pela equipe internacional de pesquisa a bordo do navio BAS Royal Research Ship James Clark Ross
Lêmure-anão Lavasoa (Cheirogaleus lavasoensis)
Lêmure-anão Lavasoa (Cheirogaleus lavasoensis) - Encontrados nas Montanhas Lavasoa, em Madagascar, existem apenas 50 indivíduos dessa nova espécie de lêmure. Ele é um animal com hábitos noturnos e prefere ambientes úmidos.
Lyre sponge (Chondrocladia lyra)
Lyre sponge (Chondrocladia lyra) - Em 2012, essa espécie de esponja carnívora foi encontrada por um time de pesquisadores do Monterey Bay Aquarium Research Institue (MBARI). Ela foi localizada na costa norte da Califórnia, cerca de 3400 metros de profundidade. Seu nome ('Lyre sponge', algo como 'Esponja Lira') foi inspirado por sua estrutura corporal, que lembra uma lira ou uma harpa.
Macaco-Lesula (Cercopithecus lomamiensis)
Macaco-Lesula (Cercopithecus lomamiensis) - Descoberto em 2007 e confirmado em 2012, o Lesula é a segunda espécie de macaco a ser encontrada na África desde 1984. O animal habita as florestas da República Democrática do Congo e tem como principal característica a coloração azul de sua bunda.
Sibon noalamina
Sibon noalamina - Outra espécie descoberta em 2012, esta serpente habita uma área muito usada para mineração no Panamá. Como a atividade está destruindo seu habitat natural, o nome 'Sibon noalamina' foi escolhido como forma de protesto. É que, em espanhol, 'no a la mina' quer dizer algo como 'não às minas'.