Estação Ecológica do Rio Roosevelt | Mato Grosso

Estação Ecológica do Rio Roosevelt | Mato Grosso

Estação Ecológica do Rio Roosevelt | Mato GrossoSuperfície
96.168 hectares.

Bioma
Amazônia 100%
Floresta Ombrófila Aberta 100%

Percorrer a Estação Ecológica do Rio Roosevelt é caminhar sobre uma das áreas mais preservadas da Floresta Amazônica dentro de Mato Grosso, localizada perto da divisa com os Estados do Amazonas e Rondônia.

A estação está fora das zonas de expansão agropastoril - o que significa baixa densidade demográfica com poucas derrubadas - caracterizando alto nível de conservação dos recursos naturais.

Sua importância, portanto, refere-se sobretudo ao fato de guardar porções íntegras da parte meridional da floresta. Na verdade, os atributos do solo, relevo e rochas do subsolo, refletem condições de baixa fertilidade natural e relevos impróprios à mecanização, com vastas porções de terrenos inundáveis e solos sujeitos à erosão, não se tratando tão somente do isolamento geográfico. A altitude da região varia entre 90 e 140 metros.

Mas há exceções: a Serra da Fortaleza atinge 340 metros de altura e para se chegar à Serra do Pirangueiro é necessário escalar seus quase 300 metros. As unidades morfológicas compreendem platô com bordas escarpadas, interflúvios e vales; morros e morrotes alongados e estreitos; colinas médias, amplas e baixas, e planícies, apresentando diferentes solos.

Flora
A vegetação predominante da região é de Floresta Ombrófila, que se caracteriza - e encanta - pela existência de árvores altas de densidade variada, que ocupam as áreas mais úmidas sem deficiência hídrica ao longo do ano. Nas partes mais altas - as serras - há predominância de cerrado.

www.megatimes.com.br