Parque Estadual de Juquery | São Paulo

Parque Estadual de Juquery | São Paulo

Represa Paulo de Paiva CastroRepresa Paulo de Paiva Castro
Localização
O Parque Estadual Juquery está localizado no município de Franco da Rocha, estado de São Paulo, com uma área de 3.006 hectares.

PequiPequi

Áreas da Fazenda Juqueri foram adquiridas pelo estado a partir de 1895, com a implantação pelo governo do estado, do Hospital Psiquiátrico do Juqueri e da primeira Colônia Penal Agrícola, totalizando 3.006 hectares. Em 1989, o conjunto arquitetônico que vem assinado por Ramos de Azevedo, o acervo documental e a área verde da Fazenda foram tombados pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT) do estado de São Paulo. O Parque Estadual do Juqueri foi criado em 1993, com a finalidade de promover a preservação permanente da área de cerrado.

Parque Estadual de Juquery | São Paulo
O Parque Estadual do Juquery está inserido na porção noroeste da Região Metropolitana de São Paulo, entre os municípios de Franco da Rocha e Caieiras, os quais abrigam uma população de 250 mil habitantes, dos quais a grande maioria da população economicamente ativa desenvolve suas atividades fora do município em que residem.

Clima
Ocorrência dos climas mesotérmico úmido, sem estação seca, com verão quente. Temperatura anual em torno de 20º C. O período de chuvas se concentra em Outono/Inverno. A pluviometria anual é de 1300 mm a 1700 mm.

Topografia
Relevo de mar de morros, caracterizado pelos topos arredondados, vertentes com perfis convexos a retilíneos. Drenagem de alta densidade, padrão dendrífico a retangular, vales abertos a fechados, planícies aluvionares interiores desenvolvidas. Constitui geralmente um conjunto de formas em “Meia Laranja”.

Solo
Os solos, com exceção das manchas de latossolo vermelho escuro argiloso-arenoso são rasos, provavelmente clássicos como Cambissolos, sendo que a espessura raramente ultrapassa um metro. Ocorre na área, rochas do Grupo São Roque caracterizado pelos filtros, quartzo filitos e filitos grafitosos em sucessões rítmicas, incluindo subordinadamente metassiltitos e quartzoxistos, micaxistos e quartzitos.

Hidrografia
A área do Parque é drenada pelo rio Juqueri e seus afluentes, abrangendo parte da área de drenagem da Represa Paulo de Paiva Castro, que integra o Sistema Cantareira, responsável por 56,70% do abastecimento de água da Região Metropolitana de São Paulo.

Flora
As seguintes espécies são encontradas: fruta-de-lobo, barbatimão, copaíba, alecrim-do-cerrado, camarea, cambuí, pequi, gabiroba, pera-do-cerrado, melãozinho-do-cerrado, íris-do-campo, ipoméa, caviúna-do-cerrado, maracujá-rasteiro, murici, douradinha, pau-santo, chifre-do-diabo, ipê amarelo, capim flechinha.

IpoméaIpoméa

Espécies em extinção: Camarea.

Fauna
O Parque Estadual do Juquery conserva em seu habitat natural várias espécies de animais, aves, répteis, insetos e aracnídeos. A seguir alguns exemplos:

Mamíferos: tatu-canastra, veado campeiro, ouriço, gambá, lebre-do-mato, jaguatirica, capivara, serelepe, preá e rato-do-banhado.

Répteis: cascavel, coral, cobra verde, jararaca, caninana, jararacuçu-do-brejo, jararacuçu-do-campo e lagartos.

Aves: seriema, saracura, jacu, anu, garça branca, pixarro, pica-pau, espécies de corujas.
Aracnídeos: armadeira, aranha marrom.

Insetos: ampla variedade de espécies.

Espécies em extinção: lobo-guará.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br