Macaco Aranha Preto (Ateles paniscus)


Macaco Aranha Preto (Ateles paniscus)

Macaco Aranha Preto (Ateles paniscus)

Características: O Macaco Aranha Preto (Ateles paniscus), também conhecido como coatá preto, é o maior primata da Amazônia. Possui o polegar reduzido, e seguram com os quatro dedos. Cauda longa, preênsil, que funciona como um 5º membro e sua maneira de se locomover lembra o jeito de uma aranha (por isso seu nome). Sua esperteza, sua cara de velho e seus olhos negros lhes proporcionam uma expressão humana. Pelagem preta, rala, esparsa, fina e macia. Face toda vermelha. Atinge 1 m de comprimento, sua cauda 90cm e seu peso de 10 Kg.

Macaco Aranha Preto (Ateles paniscus)Habitat: floresta amazônica. Florestas altas, ocupando preferencialmente os níveis superiores do dossel e nas árvores emergentes.

Ocorrência: nordeste da Amazônia, ao norte do rio Amazonas e a leste do rio Negro.

Hábitos: arborícola, diurno, vive em bandos de aproximadamente 30 indivíduos, divididos em subgrupos que são geralmente liderados por um macho mais velho, nos ramos mais altos das árvores. Dá saltos longos e é comum deixar-se cair de um galho mais alto para um mais baixo. É muito ágil nas árvores, por possuir cauda prêensil e membros muito longos. A vocalização é emitida somente por machos e pode ser ouvida a 500 metros. É usada como uma chamada de alarme e também para localização dos alimentos. As fêmeas e os filhotes ficam juntos o tempo todo, enquanto o macho pode separar-se temporariamente do grupo.

Alimentação: onívoro, comendo principalmente frutas, ovos, sementes e folhas.

Reprodução: após uma gestação de 6 meses a fêmea dá a luz a apenas 1 filhote que fica grudado nas costas da mãe por mais de 1 ano, até estar apto a se deslocar sozinho pelos galhos das árvores. A maturidade sexual ocorre em 4 a 5 anos de idade.

Ameaças: está em extinção. Este problema intensifica-se à medida que o homem invade seu habitat natural, caçando-o clandestinamente para contrabando, e derruba, criminosamente, com ou sem queimadas, as florestas tropicais visando aumentar as áreas para plantações e campos de pastagens.

www.megatimes.com.br
www.geografiatotal.com.br