Grão-de-bico (Cicer arietinum)

Grão-de-bico (Cicer arietinum)

Grão-de-bico (Cicer arietinum)

Planta anual da família das leguminosas papilionoídeas, à qual também pertencem o feijão e a ervilha, o grão-de-bico (Cicer arietinum) chega a alcançar até sessenta centímetros de altura e possui caule aveludado, com múltiplas ramificações. As folhas são compostas e constam de folíolos de bordas dentadas. As flores, brancas ou rosadas, são de pequeno tamanho. Os frutos nascem em forma de vagens que contêm uma ou duas sementes arredondadas e rugosas, com elevado teor de proteína. Estas são duras e devem ser bem cozidas para tornarem-se comestíveis. Aparentemente originário da Ásia, o grão-de-bico é produzido principalmente pela Índia, responsável por mais de metade da produção mundial.

Muito apreciado nos países mediterrâneos e em certas regiões da Ásia e da América, o grão-de-bico já era muito conhecido na época dos romanos, graças a sua notável resistência às variações climáticas e à seca.

O grão-de-bico pode ser servido quente e com caldo grosso, como o feijão e a lentilha, ou frio, em forma de salada. Na cozinha árabe, serve de matéria-prima para a elaboração do hamus tahine, pasta com gengibre servida com azeite e hortelã.