Flamingo | Ave da Família Phoenicopteridae

Flamingo | Ave da Família Phoenicopteridae

FLAMINGO - CARACTERÍSTICAS GERAIS DO FLAMINGO, AVE DA FAMÍLIA PHOENICOPTERIDAE Flamingo (Phoenicopterus ruber)

Família: Phoenicopteridae
Espécie: Phoenicopterus ruber
Situação: Ameaçado de extinção
Comprimento: 102 a 122 cm
Altura: 90 cm.

O flamingo está presente localmente desde o norte do continente americano e Antilhas até o Amapá, no norte do Brasil, onde se reproduz. Antigamente chegava até o Estado do Rio Grande do Norte, como atesta uma pintura pré-histórica encontrada no município de São Rafael. Trata-se de uma espécie bela e rara, que habita lagoas salobras rasas sem vegetação, próximas ao mar. Alimenta-se, descansa e se reproduz em grupos de tamanhos variáveis, frequentemente grandes, embora alguns indivíduos vagueiem solitários. Seu vôo é rápido e direto, com batidas firmes de asas; pescoço e pernas esticadas. Constrói um ninho de lama em forma de cone, com a parte de cima formando uma panela rasa. Põe apenas um ovo (às vezes, no chão), grande, de cor branca e com a casca dura. No Brasil, a espécie encontra-se ameaçada de extinção na última área em que ainda é encontrada, o Estado do Amapá, devido ao estabelecimento de plantações de arroz na região das lagunas, às salinas ao longo da costa, à caça predatória e à captura de seus ovos. Conhecido também como flamengo, flamingo-grande, ganso-do-norte e ganso-cor-de-rosa.

Flamingo (Phoenicopterus ruber)Características: são aves grandes. Pernas compridas, finas e vermelhas, possuindo o pescoço longo e o bico bem comprido e curvo, num corpo robusto, abrutalhado, como um nariz de papagaio, de cor amarelada e parte terminal negra. A cor geral da plumagem é rósea com tendências ao vermelho. Rêmiges negras. Em pé, pode medir 1,5 m e pesar em torno de 1,8 Kg. A fêmea é um pouco menor que o macho. As asas são grandes e a cauda é curta. A face é nua.

Habitat: lagos, lagunas rasas, águas salobras, sem vegetação, à beira-mar e pântanos.

Ocorrência: Brasil, Peru, Chile, Uruguai, e Argentina.

Hábitos: vivem em grandes bandos. São aquáticos. São diurnos e noturnos. Quando o flamingo dorme imóvel, mantém uma das pernas encolhida junto ao peito, só a outra, fina e longa, sustenta o corpo com surpreendente estabilidade. Já o pescoço é mais difícil de equilibrar, sobretudo por causa do peso do bico. Para acomoda-lo o flamingo o apoia, curvado, sobre o dorso e encaixa a cabeça entre a asa e o tronco. Mas quando está em atividade, as pernas compridas logo demonstram sua adaptação aos hábitos alimentares do flamingo. Com elas, o bicho pode vadear águas rasas e parar enquanto revolve a lama do fundo a procura de alimento. O voo em conjunto em linha oblíqua ou em forma de cunha, produz um rumor que lembra uma trovoada. A ave da frente é a cada momento substituída por outra. Boa parte do tempo os flamingos ficam ao sol entregues à remoção de lama da plumagem. Ao mesmo tempo, impermeabilizam as penas com a substância oleosa que é segregada por uma glândula anal.

Flamingo (Phoenicopterus ruber)Alimentação: pesca em água rasa com o pescoço curvado para baixo, de tal maneira que a maxila fica voltada para o fundo lodoso. Filtra com o bico o alimento composto de pequenos animais aquáticos, tais como larvas de moscas, moluscos, pequenos crustáceos e algas.

Reprodução: na primavera, os bandos de flamingos se reúnem em colônias para construírem seus ninhos, cada um deles um cone truncado de lama, amassada com o bico. Postura de 2 ovos azulados, medindo 85 x 55 mm, e incubação durando de 28 a 32 dias. Pela dificuldade em se abaixar, constrói seu ninho em altura de 10 a 40 cm. Os filhotes ao nascerem são brancos, mas após os primeiros dias apresentam cor cinzento-escuro. São ariscos e prevenidos, evitando regiões cobertas, onde se ocultam seus inimigos.

Flamingo
Flamingo
Flamingo
Flamingo
Flamingo
Flamingo

Ameaças: é muito procurado para ser domesticado o que contribui para a captura voltada para o tráfico de animais. A poluição e a destruição do habitat são também ameaças para a espécie.