Jaguatirica (Leopardus pardalis)

Tags

Jaguatirica (Leopardus pardalis)

Jaguatirica (Leopardus pardalis)Características: é o maior gato-do-mato do Brasil. Pode chegar quando adulto a 1,5 m, sua cauda medindo entre 30 a 44,5 cm, podendo atingir até 30% do seu tamanho total . Pesando de 8 a 15 Kg e sua longevidade de 18 anos. Dos felinos manchados que ocorrem no Brasil, só perde em tamanho para onça. O corpo com formas esbeltas, apesar da musculatura bem desenvolvida. Corpo grande, cauda curta, pelagem ruivo-amarelada com numerosas manchas formando bandas longitudinais orladas de preto, pêlos da cabeça e pescoço revertidos para frente e patas largas. A metade inferior do rosto é esbranquiçada com duas estrias pretas a partir dos olhos, e também na garganta uma estria de igual cor passa de um lado a outro. N as partes laterais tende a formar uma cadeia de manchas alongadas. As pernas são grossas, com patas grandes. A cauda tem manchas escuras, e na ponta destacam-se cinco anéis. O lado inferior é branco com algumas manchas pretas. É muito ágil e sobe rapidamente em árvores. Possui visão e audição excelentes. Nada só quando necessário. Sua pelagem dourada com manchas e listras escuras, o confundem facilmente com a vegetação, facilitando assim que se aproxime da presa sem ser visto.

Habitat: cerrado, caatinga, pantanal, florestas tropicais e subtropicais.

Ocorrência: Sudoeste do Texas (EUA) e do Oeste do México até o Norte da Argentina.

Hábitos: animal solitário. Caça à noite e durante o dia, costuma dormir em ocos de árvores e grutas. Outra particularidade observada foi a adaptação deste felino a ambientes degradados, inclusive bem próximos às cidades, onde pode alimentar-se de carniça. S obe com facilidade em grandes árvores para caçar ou esconder-se.

Alimentação: carnívoro, sendo um predador importante no controle populacional de aves e mamíferos de pequeno a médio porte.

Reprodução: refugia-se em ocos ou covas ao pé de grandes troncos e em grutas, onde normalmente cria suas ninhadas de 2 a 4 filhotes, com gestação de 70 dias a 85 dias. O desmame ocorre entre 8 e 10 semanas e o crescimento é lento. Geralmente reproduzem-se durante os meses frios e os pequenos felinos são então amamentados e carregados pela mãe até estarem aptos a segui-la e caçarem sozinhos.

Ameaças: está ameaçado de extinção pela caça indiscriminada, principalmente pela procura de sua pele, tráfico e destruição de seu habitat. Em áreas onde seu habitat natural sofreu a pressão do homem, extintas suas presas naturais, passavam a atacar animais domésticos. Para defender suas criações, fazendeiros promoviam a caça indiscriminada ao animal. No Brasil, a caça é proibida, apesar do tráfico persistir, principalmente no Nordeste.

www.megatimes.com.br
www.klimanaturali.org