Jacamins, Aves da Família Psophiidae

Jacamins, Aves da Família Psophiidae

Jacamins, Aves da Família Psophiidae

Características: a ve mais ou menos do tamanho de um peru, de carne não apreciada. Possui asas grandes, com pernas e pés também grandes. O bico é curto, forte e cauda curta. De cor predominantemente negra, com peito anterior púrpura. Penas da cabeça e do pescoço curtas e aveludadas. Dorso alto pardo amarelado passando do brônzeo ao cinzento-esbranquiçado.

Habitat: floresta tropical virgem.

Ocorrência: Amazônia.

Hábitos: vive em bandos. São terrestres, voam mal e só quando perseguidas ou para pousarem em árvores. Apreciam locais próximos de córregos encachoeirados, onde tomam banho para, em seguida, estenderem as asas aberta para a secagem. É muito valente perseguindo e afugentando alguns predadores.

Alimentação: frutas, folhagens, insetos, artrópodes e outros invertebrados e mesmo vertebrados de pequeno porte.

Reprodução: constrói enormes ninhos no solo, à beira da água. Podem também construir o ninho em copa de palmeiras ou árvores. Dizem que pratica a monogamia e que um membro do casal não sobrevive à morte do outro. O casal se encarrega da construção do ninho, mas somente a fêmea se encarrega de incubação e da postura, que é de 6 a 10 ovos, de coloração amarelada-suja, medindo 58 x 48 mm em seus eixos e pesando 85 g cada um. O período de incubação é de 28 dias. Os jovens são nidífugos e acompanham os pais, que os defendem e os protegem. A época de reprodução é, mais freqüentemente de fevereiro a abril.

Predadores naturais: gambás, raposas e felinos.

Ameaças: destruição do habitat e caça por serem facilmente domesticadas.

Jacamim de Costas Verdes (Psophia viridis)Jacamim de Costas Verdes (Psophia viridis)

Família: Psophiidae
Espécie: Psophia viridis
Comprimento: 49 cm
Altura: 46 cm
Peso: 1,1 kg.

Encontrado exclusivamente no Brasil, na Região Amazônica compreendida entre a margem direita do Rio Madeira e o Maranhão, estendendo-se para o sul até o norte de Mato Grosso. Habita o chão de florestas úmidas de terra firme, sendo comum em regiões de florestas bem preservadas, onde não há caça. Vive em bandos de tamanhos variáveis (ocasionalmente chegando a algumas dezenas), guiados por um líder. Alimenta-se de insetos (cupins, formigas etc.), centopéias, sementes, frutos e pequenas cobras, as quais obtém ciscando a folhagem caída no chão. Eventualmente come carniça, o que faz com que seja conhecido também como urubu-do-chão e urubu-da-terra, no Pará. Se espantado, voa para galhos próximos, e daí para o alto das árvores. Dorme empoleirado. Faz ninho em buracos espaçosos no alto das árvores, pondo ovos arredondados, de cor branca, cujo período de incubação dura em torno de 27 dias. O macho é um pouco menor do que a fêmea. Conhecido também como jacamim-verde. Em tupi o termo jacamim significa "o que tem cabeça pequena".

www.megatimes.com.br